sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Atrações para os 456 anos de Sampa

O ano começou quente em eventos culturais em São Paulo. Agora, então, com o aniversário da cidade (456 anos), no dia 25 (segunda-feira), está fervendo, com inúmeras opções, das quais destaco apenas algumas delas.


Foto: Rodrigo Capote/Folha Imagem

Vacas espalhadas pela cidade – Começa hoje a segunda edição paulistana da Cow Parade, que surgiu na Suíça e esteve pela primeira vez em Sampa há cinco anos. Trata-se de uma exposição ao ar livre com 90 estátuas bovinas em tamanho real, pintadas e decoradas por diferentes artistas. As vacas estão espalhadas por pontos estratégicos da cidade, até o dia 21 de março.

Elas são feitas por diversos artistas, e os temas são os mais variados: tem vaca vestida de bebê, outra em homenagem ao festival de Woodstock, e mais uma retratando a Avenida Paulista. Tem também uma que representa os engarrafamentos, com incontáveis carrinhos colados ao corpo. E até uma “vestida” de Michael Jackson, quando ele usava cabelo black power e roupa dos anos 70 (essa fica numa esquina da rua Peru, nos Jardins).

As estátuas estarão em lugares distintos, como Praça da Sé, Avenida Paulista, Shopping Cidade Jardim, Rodoviária do Tietê, Parque do Ibirapuera, Terminal Sacomã e Metrô Tatuapé. Depois de expostas, serão arrematadas num leilão beneficente em prol da entidade Gol de Letra. A localização das 90 vacas pode ser consultada no site da Cow Parade.

Fonte: Folha Online.



TEATRO, SHOWS, COMIDAS, BRECHÓ E MUITO MAIS – Tudo isso organizado pela Cia. São Jorge de Variedades para o aniversário de São Paulo, no evento Barafonda. Detalhes, no flyer acima.



Museu Afro-Brasil – Já disse mais de uma vez que o Museu Afro-Brasil é atração para o ano inteiro, e merece ser visitado com tempo, porque tem exposições detalhadas e que vale a pena ver. Para o aniversário da cidade, o museu preparou uma exposição inédita, além de lançamentos de livros e apresentações musicais. Para a data, o Museu Afro-Brasil abrirá excepcionalmente na segunda-feira (25), das 13 às 18 horas. Veja os eventos:

Livros – Serão lançadas simultaneamente cinco publicações, todas da Imprensa Oficial: Breve História do Estado de São Paulo, de Marco Antonio Villa; Miguel Costa – Um Herói Brasileiro, de Yuri Abyaza Costa; Palco Paulistano, Fotografias de Vânia Toledo; O Diário de uma Revolução: 1924, de Duarte Pacheco Pereira; e Rubens Ianelli, editado em parceria com o Museu Afro-Brasil.

Exposição inédita “São Paulo, Terra, Alma e Memória” – Apresenta três grandes panoramas fotográficos inéditos, fotos e postais de Guilherme Gaensly, publicações e homenagem a personalidades que marcaram época no início do século 20. A mostra terá painéis que homenageiam a cantora Carmen Miranda, o abolicionista Luís Gama, o líder da Revolta da Chibata João Candido, o cartunista Ângelo Agostini e o compositor Adoniran Barbosa.

Onde: Museu Afro-Brasil – Organização Social de Cultura – Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n – Parque Ibirapuera – Portão 10
Quando: de terça a domingo, das 10 às 17 horas (permanência até às 18 horas)
Estacionamento: Portão 3 do Parque Ibirapuera (Zona Azul)
Quanto: GRÁTIS


Divulgação

A dupla Sá & Guarabyra apresenta-se na Caixa Cultural Sé neste sábado (23), homenageando o saudoso companheiro de banda Zé Rodrix, que morreu em maio de 2009. Eles aproveitam o fim de tarde para lançar o CD Amanhã, última produção ainda como trio. São 12 músicas inéditas, como Cidades Meninas, Novo Rio, Dia do Rio, Sonho Triste em Copacabana, entre outras.

O trio Sá, Rodrix e Guarabyra, formado no ano de 1971, produziu dois discos históricos: Passado Presente Futuro e Terra. Zé Rodrix saiu do trio em 1974, e voltou à formação em 2001. Só agora o trio conseguiu concluir o terceiro disco.

Onde: Caixa Cultural Sé – Praça da Sé
Quando: Sábado, 23 de janeiro, às 18 horas
ENTRADA FRANCA – distribuição de ingressos duas horas antes

Clube da Esquina, no parque – Milton Nascimento, Flávio Venturini e Lô Borges se apresentam segunda (25), em um grande show gratuito, que será o principal evento musical de comemoração aos 456 anos de fundação da cidade. Assim como em anos anteriores, o palco será montado no Parque da Independência, no bairro do Ipiranga. Haverá dois telões, forte esquema de segurança e de atendimento médico.

A festa começa às 15h, com a apresentação da cantora Érika Machado, também mineira. Às 17h, o cantor e compositor Flávio Venturini mostra sucessos do DVD “Não se Apague Esta Noite”, e também clássicos de seus tempos de 14 Bis.

Para fechar o show, Lô Borges e Milton Nascimento sobem ao palco às 19h. Os artistas relembram as canções do lendário álbum “Clube da Esquina”, além de músicas de suas respectivas carreiras.

Onde: Parque da Independência – Avenida Nazaré, s/n
Quando: segunda (25), a partir das 15 horas
Ingressos: GRÁTIS

Fonte: Portal Terra.



ADONIRAN BARBOSA - 100 ANOS - Outra dica são os shows em homenagem aos 100 anos de Adoniran Barbosa. Essa figura-símbolo de uma São Paulo bem-humorada e poética fez de um sofá na Rádio Eldorado, durante um certo tempo, seu “escritório” e ponto para descanso. Isso, nos tempos em que a emissora ficava na Major Quedinho, point dos boêmios de então, principalmente jornalistas, músicos e poetas.

No Sesc Vila Mariana (é bom confirmar se ainda há ingressos, pelo telefone 5080-3000), os shows serão sábado (23), domingo (24) e segunda (25).

Na Casa de Francisca (3052-0547), a série de shows começou ontem e prossegue até o dia 27.

Veja mais neste blog, no post do dia 14.

5 comentários:

Anônimo disse...

Esse negócios das vacas espalhadas pela cidade, me perdoem ... é muito chato, sem sentido, não quer dizer nada. Aliás me faz lembrar Raul Seixas: "Falta de cultura para cuspir na escultura."
Pô, tanta coisa legal para ver.
Me desculpem, mas acho que é essa chuva toda na cidade e nosso prefeito quibe com a demagogia que só os políticos sabem fazer, me deixaram um tanto chato no comentário.
Luis Biason

Laila Guilherme disse...

Coitadas das vaquinhas, Luís, são simpáticas (hehe). O divertido são os locais inusitados e os temas... Melhor que muita "arte" metida a besta que tem por aí...

Anônimo disse...

Mandar as vaquinhas para o Haiti ?
Good ideia.

Janaina Saraiva disse...

Adorei as vaquinhas e adoro as dicas do seu blog de cultura. Muito bom. Hoje mesmo vi uma coloridésima na Borges Lagoa e amei.
Ah, e quando precisar de pauta como free, sabe que pode contar comigo.
Bjs

Laila Guilherme disse...

Obrigada pela força, Jana. Ainda não vi nenhuma vaquinha...