segunda-feira, 30 de maio de 2011

Dia do Meio Ambiente no Sesc Belenzinho

O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado no dia 5 de junho.
Mas, no Sesc Belenzinho, tem atividades referentes ao tema o mês inteiro.
Confira:

quinta-feira, 26 de maio de 2011

FREJAT, no Sesc Interlagos

O cantor, compositor e guitarrista Frejat apresenta-se no início de junho no Sesc Belenzinho.
Mas, sinto muito, os ingressos começaram a ser vendidos ontem e já se esgotaram.

Então, resta a oportunidade de vê-lo ao ar livre, quase de graça, no Sesc Interlagos.
Será no primeiro domingo de junho, dia 5, às 15 horas.

Ao repertório do CD “Intimidade entre Estranhos”, Frejat acrescenta alguns de seus sucessos, como “Sobre nós dois e o resto do mundo” e “Segredos” e, claro, do Barão Vermelho.

O show é gratuito, e a entrada à unidade – onde é possível passar um dia bem agradável – tem preços módicos.

Confira esse e outros shows, no Portal Sesc.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Tango, Bolero... é diversão garantida

O que você faria se não conhecesse seu pai e quando fosse apresentado a ele descobrisse que virou... mulher? Pois esse é o enredo da peça Tango, bolero e chá-chá-chá. O que poderia ser um drama garante boas risadas.

No papel da transexual Lana Lee está o premiado Edwin Luisi, que se transforma numa gostosona que conquista a todos com suas roupas esfuziantes e desembaraço e agilidade sem igual. Nem parece, mas ele está comemorando 40 anos de carreira!

O texto é de Eloy Araújo, e a direção, de Bibi Ferreira.

O elenco todo ajuda: Cris Nicolotti como Clarice, a ex-mulher; Johnny Massaro como o filho Denis; Carlos Bonow como o namorado Peter; Carolina Loback como a enxerida empregada Genebra.

Serviço:

Peça “Tango, bolero e chá-chá-chá

Onde: Teatro Shopping Frei Caneca – Rua Frei Caneca, 569 – 6º andar – São Paulo
Quando: sexta, às 21h30; sábado, às 21h; domingo, às 18h. Até 17 de julho
Quanto: sexta e domingo, R$ 70; sábado, R$ 80
Informações: (11) 3472-2229/ 2230
Bilheteria: Terça a domingo, das 13h às 19h. Em dias de espetáculo, até o início da apresentação.
Aceita cartões de débito e crédito.
Vendas pela internet: Ingresso Rápido ou pelo telefone: 4003-1212
Duração: 95 minutos

sexta-feira, 13 de maio de 2011

No Olho da Rua estreia hoje

Nunca a expressão No Olho da Rua foi tão bem empregada, como título e por seu significado. Pude conferir isso segunda-feira (9), quando assisti à pré-estreia do filme que entra hoje em cartaz nos cinemas.

Afinal, o personagem principal, Otoniel (Murilo Rosa), é um metalúrgico que de repente se vê sem emprego, sem mulher e sem teto. Isso depois de protestar contra a demissão de maneira violenta e de se tornar sócio de um videomaker clandestino muito alto-astral (o ótimo Leandro Firmino da Hora, o Zé Pequeno de Cidade de Deus), que ainda o ajuda a fazer pequenos fretes.

A cena em que Otoniel se vê maltrapilho, literalmente morando debaixo de um viaduto, é emocionante e parece um sonho – ou melhor, um pesadelo. Nem ele acredita no que está passando. Destaque para a atuação realista e envolvente de Gabriela Flores – que eu não conhecia –, como Camila, a esposa de Otoniel, que passa quase todo o filme com um barrigão de grávida e cutucando o marido para deixar de ser passivo.

No elenco, destacam-se também os ótimos Pascoal da Conceição e Eric Lenate, como companheiros metalúrgicos de Otoniel – vivido de maneira bastante convincente por Murilo Rosa.

No Olho da Rua tem a direção sensível do cineasta Rogério Corrêa, que com mais de 30 anos de experiência em curtas e médias-metragens em longas.

terça-feira, 10 de maio de 2011

Showzaços com veteranos no Teatro do Sesi

No projeto Quartas Musicais, amanhã (11) tem Carlos Lyra, em ótima forma e com muita bossa nova.
No dia 18, tem o mágico do violão, mais que veterano (com quase 90 anos), Zé Menezes, com seu quarteto.
E, no dia 25, o grande compositor e pianista João Donato.

Os ingressos têm preços populares - e é bom comprar antes!

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Menecma traz cineastas no teatro

Divulgação
Ainda não consegui ver, mas esta é uma boa oportunidade para conhecer o trabalho de conhecidos cineastas – o roteirista Bráulio Mantovani e a diretora Laís Bodanzky. Ele faz sua estreia no teatro. Ela, sua segunda incursão.

Menecma tem texto do roteirista de Tropa de Elite e O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias e direção da premiada cineasta de Bicho de Sete Cabeças e Chega de Saudade, entre outros bons filmes.

Numa entrevista a uma rádio, Mantovani contou que a ideia surgiu de um sonho e que o texto foi escrito em 1992, bem antes de ele se tornar conhecido no cinema. O nome atual veio mais tarde - ele prefere não citar o título original -, quando deparou com a palavra numa pesquisa na internet.

Em clima de suspense tragicômico, a história se passa numa noite de tempestade em uma casa sombria e decadente. O diretor de cinema Guilherme Polônio monta um documentário sobre seu pai, ator de teatro morto há menos de um mês, que sempre desprezou o filho e nunca viu seus filmes ou leu seus textos. Guilherme agora tem a chance de reescrever sua relação com o pai, assombrado por um piano mal tocado no andar superior da casa e por misteriosos personagens.

Serviço:

Peça Menecma

Texto: Bráulio Mantovani
Direção: Laís Bodanzky
Cenografia: Cássio Amarante
Elenco: Roney Facchini, Paula Cohen e Gustavo Machado

Onde: Teatro do Sesi-SP – Av. Paulista, 1313 – Metrô Trianon-Masp
Quando: quinta a domingo, às 20 horas – até 26 de junho
Quanto: gratuito às quintas e sextas (retirada de até dois ingressos no dia, a partir do meio-dia); R$ 10 (R$ 5 a meia) aos sábados e domingos - Sessão extra às 17 horas, nos dias 19 e 20 de maio

Vendas na bilheteria do teatro ou pela Tickets For Fun (11) 4003-5588

terça-feira, 3 de maio de 2011

Homenagem a Zé Renato

Em cena, na peça 12 Homens e uma Sentença - Divulgação
Morreu na madrugada de ontem o diretor teatral e dramaturgo José Renato Pécora, mais conhecido como Zé Renato. Poucas horas depois de atuar na peça Doze Homens e uma Sentença e jantar com o elenco, ele sentiu-se mal quando se preparava para viajar de ônibus para o Rio e morreu de infarto.

Zé Renato tinha 85 anos, e sua atuação na peça durante sete meses marcou o retorno aos palcos depois de mais de 50 anos em que trabalhou apenas nos bastidores. Um dos nomes mais respeitados do teatro paulista do século 20, foi um dos fundadores, em 1955, do mítico Teatro de Arena, daí seu corpo ter sido velado no hoje Teatro Eugênio Kusnet, na rua Teodoro Baima, centro de São Paulo.

No início de março, tive o prazer de vê-lo no palco do Teatro Imprensa – onde a peça Doze Homens e Uma Sentença estava em cartaz e deveria prosseguir até junho. A peça conquistou o prêmio APCA de melhor espetáculo de 2010.

Em sua volta aos palcos, Zé Renato chegou a declarar que, mesmo como encenador, sempre sabia as falas de vários personagens de todas as peças em que trabalhava. Na última apresentação, domingo, 1º de maio, ele teve um pequeno lapso em uma das falas de seu personagem. Ele era o Jurado 9, personagem-chave do filme de Sidney Lumet em que a peça fielmente se baseia, o primeiro a colocar em dúvida o veredicto de culpado do jovem réu que estava sendo julgado. Em vez de dizer: “O velho queria um pouco de atenção”, ele disse: “O velho queria um pouco mais de tempo”.
IN-EDIT BRASIL
Em sua 3ª edição, o Festival Internacional de Documentário Musical homenageia dois grandes nomes do cinema internacional: o consagrado diretor espanhol Carlos Saura e o norte-americano Albert Maysles. O brasileiro homenageado é o diretor Andrucha Waddington.

No Panorama Mundial foram selecionados 22 títulos inéditos no circuito. No Panorama Brasileiro, um total de 45 documentários que estão divididos em oito mostras: Competição Nacional, Mostra Brasil, Retrospectiva Brasil, Curta um Som, Sessões Especiais, Mostra Online, In-Edit Mirim e Ciclo Universitário.
Há temas para todos os gostos, de Jobim a Jimi Hendrix, passando pelo movimento beat e pela soul music.

Em São Paulo, realiza-se em vários espaços até 8 de maio. No Rio, de 6 a 12 de maio.

Veja a programação completa no site do In-Edit.

domingo, 1 de maio de 2011

Erasmo, Adriana Calcanhotto, Leny Andrade e muito mais...

O mês de maio abre com 1.001 atrações nas unidades do Sesc São Paulo, entre shows, concertos, exposições, peças teatrais e até circo. Destaco apenas algumas delas, para gostos diversos. A venda de ingressos começou neste domingo, 1º de maio.
INSTRUMENTAL – Wagner Tiso Trio

O compositor, instrumentista e arranjador mineiro Wagner Tiso se apresenta acompanhado por duas feras: Márcio Malard, no violoncelo, e Victor Biglione, na guitarra. Eles apresentam alguns temas já famosos na interpretação do pianista, sobretudo aqueles que fazem referência ao Clube da Esquina, movimento musical que iniciou junto com Milton Nascimento.

Quando: segunda, dia 2, às 19 horas.
Onde: Teatro Anchieta. SESC Consolação
ENTRADA FRANCA – chegue pelo menos uma hora antes, para garantir seu ingresso.

LENY ANDRADE & BANDA SAMBOP

Consagrada como uma das mais importantes intérpretes do jazz brasileiro, Leny Andrade iniciou sua carreira apresentando-se em night clubs e, em curto período, ganhou fama e nome de destaque na música popular brasileira, especialmente na Bossa Nova. “Leny Andrade e Sambop” é um espetáculo que faz uma seleção de músicas que foram importantes na carreira da cantora, entre sucessos da MPB, bossa nova e standards do jazz. A cantora apresenta-se acompanhada por Paulinho Trompete (trompete e flugel horn), Widor Santiago (sax), Hamleto Stamato (piano), Ney Conceição (baixo) e Erivelton Silva (bateria).

Quando: quinta, dia 12, às 21h30
Onde: Choperia. SESC Pompeia
Quanto: R$ 5 a R$ 20

DAMAS DO SAMBA

As cantoras Fabiana Cozza, Graça Braga, Tereza Gama, Dona Inah e Nilze Carvalho, intérpretes de destaque do samba tradicional do país, prestam homenagem às sambistas Jovelina Pérola Negra, Dona Ivone Lara, Clara Nunes e Clementina de Jesus.

Quando: sexta e sábado (13 e 14), às 21h; e domingo (15), às 18 horas
Onde: SESC Vila Mariana
Quanto: R$ 6 a R$ 24

ERASMO CARLOS

Show do CD “Rock’N’Roll”, vencedor do Prêmio da Música Brasileira 2010 e indicado ao Grammy Latino. Além de alguns de seus maiores sucessos, Erasmo apresenta algumas novas canções do próximo disco, que será lançado neste ano. No repertório, “Sentado à Beira do Caminho” (Erasmo Carlos/Roberto Carlos), “Fama de Mau” (Erasmo Carlos/Roberto Carlos), “Mulher” (Erasmo Carlos/Narinha) e Jogo Sujo (Erasmo Carlos), entre outras.
Com: José Lourenço (teclados), Dadi Carvalho (guitarra) e os jovens da Filhos de Judith, Pedro Loppez (baixo), Luiz Loppez (guitarra) e Alan Fontenele (bateria).

Quando: quintas, sextas e sábados, às 21h30 (dias 12 a 14 e 19 a 21)
Onde: Comedoria. SESC Belenzinho
Quanto: R$ 8 a R$ 32

BONS AMIGOS – Toninho Horta, Robertinho Silva, Arismar do Espírito Santo e Heraldo do Monte

O projeto teve origem com o lançamento do álbum “Cape Horn”, uma parceria premiada entre Toninho Horta e Arismar do Espírito Santo. Para as gravações e os shows, foram convidados os músicos Heraldo do Monte e Robertinho Silva. Após a turnê, e cada dia mais entrosados, os quatro resolveram montar um novo show, intitulado “Bons Amigos”. O resultado é um encontro entre quatro dos mais renomados instrumentistas da música brasileira.

Quando: sexta (13), às 21 horas
Onde: SESC Pompeia
Quanto: R$ 8 a R$ 16

CHICO CÉSAR

O cantor e compositor Chico César mergulha no espírito de duas principais festas populares nordestinas (o carnaval e os festejos juninos) para criar um disco alegre em que o foco encontra-se na força dos ritmos que animam essas festas: o frevo e o forró.
Com Chico César (voz, violão, guitarra e pedais), Guegué Medeiros (bateria), Xisto Medeiros (baixo), Ricardo Prado (acordeon e samplers), Priscila Brigante (percussão).

Quando: quarta e quinta (18 e 19), às 21 horas.
Onde: SESC Santana
Quanto: R$ 4 a R$ 16

RENATO BRAZ E ZÉ RENATO COM PARTICIPAÇÃO ESPECIAL DE DORI CAYMMI

Lançamento do CD e DVD “Papo de Passarim”, com participação de Dori Caymmi e Sizão Machado. Nesse trabalho os dois dividem vocais, direção musical e se dobram nos violões e nas percussões.

Quando: quarta e quinta (18 e 19), às 21 horas
Onde: Teatro Paulo Autran. SESC Pinheiros
Quanto: R$ 7,50 a R$ 30

ZÉ GERALDO E NÔ STOPA

O cantor e compositor mineiro Zé Geraldo e sua filha, a cantora e compositora paulistana Nô Stopa, se apresentam juntos no show “Raízes e Frutos”. Ambos se completam em uma parceria que se expressa por meio de versos e canções com muita simplicidade. No palco, Zé Geraldo na voz, violão e gaita; Nô Stopa na voz e violão; Zeca Loureiro com diversos violões; e Carneiro Sândalo na percussão.

Quando: segunda, dia 23, às 19 horas
Onde: SESC Carmo
Quanto: R$ 4 a R$ 16

ADRIANA CALCANHOTTO

A cantora apresenta repertório de compositores como Arnaut Daniel, Bob Dylan, Caetano Veloso, Vinicius de Moraes e Arnaldo Antunes além de grandes sucessos seus. Com seu violão em batidas de samba, bossa nova e música pop, Adriana mostra velhos e modernos poetas numa ponte entre os trovadores provençais até compositores contemporâneos, em um concerto chamado “Trobar Nova”.

Quando: de 26 a 29. Quinta, sexta e sábado, às 21 horas; domingo, às 18 horas.
Onde: SESC Belenzinho
Quanto: de R$ 8 a R$ 32
CIRCO RODA

O espetáculo “DNA – Somos todos muito iguais”, do Circo Roda, dirigido por Hugo Possolo, busca mostrar a força e o talento do circo brasileiro contemporâneo. A produção conta com 18 artistas em cena, grandes elementos cenográficos, música, iluminação e efeitos especiais de alta qualidade.

Onde: Teatro Paulo Autran. SESC Pinheiros
Quando: sexta a sábado, 21 horas; domingos, às 18 horas. ATÉ 15 DE MAIO.
Quanto: R$ 5 a R$ 20

Veja endereços e telefones das unidades no Portal Sesc.