segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Exposições e lançamento de livros de Jornalismo



Brecheret em duas exposições em São Paulo

Os paulistanos e seus visitantes conhecem bem o nome de Victor Brecheret – grande expoente do Modernismo brasileiro – por seus famosos ‘Monumento às Bandeiras’, no Parque do Ibirapuera; a homenagem a Duque de Caxias, numa escultura colossal em plena Praça Princesa Isabel, nos Campos Elíseos; e o Fauno, estátua que pode ser vista no Parque Trianon. Muitos de seus trabalhos estão expostos em museus e galerias da cidade, e ornamentam antigos cemitérios. Agora, uma parte pouco conhecida de suas obras está em duas exposições gratuitas na cidade:

No Sesc Vila Mariana, ‘Brecheret e a Escola de Paris’ mostra as influências do grupo francês em sua obra. São esculturas produzidas entre as décadas de 1920 e 1930, além de fotos que registram a estada de Brecheret em Paris, documentos, revistas, publicações, cartas e desenhos originais do artista.

Onde: Sesc Vila Mariana – Hall de Exposições e Atrium – Rua Pelotas, 141.
Quando: de terça a sexta, das 7 às 21h30; sábados, domingos e feriados, das 9 às 18h30. ATÉ 3 DE JANEIRO.

Já a Caixa Cultural Sé traz ‘A Arte Indígena de Victor Brecheret’, com a fase/face mais ‘rústica’ do artista. Com curadoria de Maria Aparecida Brecheret, a exposição traz obras inspiradas nos antepassados indígenas e no primitivismo milenar. Mesmo dono de cultura erudita, o ítalo-brasileiro Victor Brecheret encontrou nas matas brasileiras a inspiração máxima: os índios. A fase indígena é considerada a terceira na trajetória do artista. São 24 esculturas em terracota, madeira e pedra, além de 23 desenhos, inspirados na cultura indígena, brasilianista e marajoara, com grafismos que lembram escritas antigas.

Onde: Caixa Cultural – Praça da Sé, 111.
Quando: de terça a domingo, das 9 às 21 horas. ATÉ 10 DE JANEIRO.

ARTE COLOMBIANA, NA GALERIA DE ARTE DO SESI

A mostra inédita ‘Arte Colombiana – 1948 a 1965’ traz 140 obras – pinturas, esculturas, gravuras, revistas culturais e filmes de época – de 47 artistas com intensa e influente produção no período, como Fernando Botero, Alejandro Obregón e Edgar Negret, entre outros.

Onde: Galeria de Arte do Sesi – Avenida Paulista, 1.313
Quando: segundas-feiras, das 11 às 20; de terça a sábado, das 10 às 20; e aos domingos, das 10 às 19 horas. ATÉ 25 DE JANEIRO
Quanto: de graça.


Foto: Reprodução

No Masp, fotografias de Walker Evans

Famoso por suas imagens da Depressão Americana de 1929 (como a foto acima) e primeiro fotógrafo a ser contemplado com uma exposição individual no Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA), em 1933, o norte-americano Walker Evans (1903-1975) ganha sua primeira retrospectiva no Brasil, com 121 imagens, pertencentes a um colecionador.

O núcleo da retrospectiva é a série de fotografias que Evans registrou no Sul dos EUA entre 1935 e 1936, contratado pelo então presidente Roosevelt. Também podem ser vistos seus primeiros trabalhos, dos anos 1920.

Onde: Masp – Avenida Paulista, 1.578.
Quando: das 11 às 18 horas (quinta, até 20 horas – fecha segunda). ATÉ 10 DE JANEIRO.
Quanto: R$ 15 (grátis às terças)



COLEÇÃO INTRODUÇÃO AO JORNALISMO

Organizada pela jornalista, radialista e professora Magaly Prado – que foi minha colega na Cásper Líbero – a série ‘Introdução ao Jornalismo’ tem o objetivo de preparar estudantes para a profissão. A ideia é municiar professores de cadeiras de primeiro e segundo ano dos cursos de Jornalismo das faculdades de Comunicação, a ministrar aulas com um material de apoio diferenciado, atualizado e completo.

A coleção é composta de oito volumes no total – dos quais quatro estão sendo lançados agora – com o cuidado de fugir de uma linguagem densa, rebuscada e cifrada, com texto agradável e leves toques de humor, contando ainda conta com um glossário de termos técnicos e jargões. Os temas incluem Jornalismo Diário; Técnicas de Redação e de Reportagem; e Jornalismo Esportivo.

Quando: nesta terça (10), das 19h30 às 22 horas.
Onde: Saraiva do Shopping Higienópolis – Avenida Higienópolis, 618.
Quanto: R$ 39 cada volume.

4 comentários:

Virginia Maria disse...

Passando e conferindo as novidades. Poxa, bacana essa obra da Magali. Tudo pra quando eu for à Sampa. Parabéns.

novaes disse...

Grandes dicas, Laila!!Brecheret e arte colombiana, o grande Botero entre eles, obrigado vou tentar ir em pelo menos um essa semana! Por falar em Mônica Salmaso, dia desses ganhei na rádio Eldorado o dvd dela cantando Chico com o grupo Pau Brasil. Muito legal.

Laila Guilherme disse...

Vi a exposição da Arte Colombiana, mas Brecheret ainda não. Adoro obras dele! Deve ter curtido o presente, o trabalho da Mônica é ótimo! Também sou ouvinte da
Eldorado...

Novaes disse...

Virou sereia é? Vi umas fotos sua na piscina...